domingo, 27 de outubro de 2013

Sad Song.

Ao lado de Bob Dylan e Raul Seixas, Lou Reed foi um dos caras que me guiaram pelas trilhas do rock. Se hoje subo num palco e faço meu som, Lou Reed tem parte nisso. Fico aqui pensando nas músicas dele que marcaram minha trajetória e, caralho, tem muito Lou Reed na trilha sonora da minha vida. Domingo triste. Sad Song.


Deixo aqui os versos que escrevi para ele em 2011, depois de ver na TV umas apresentações dele com o Metallica.

MÁQUINA METÁLICA 
       -para Lou Reed

Lou, meu chapa
pula fora dessa arca
de mamutes e trogloditas
da era da pedra lascada

   eles nunca vão entender
   sua máquina metálica

esses grunhidos estridentes
destoando sem melodia
frente a elegância raivosa
de sua rebeldia

   eles nunca vão entender
   sua máquina metálica.

Um comentário:

  1. Cara, triste perda para a música e para o poesia. Insubstituível!

    ResponderExcluir